Mira Center | Mira vai ter centro de estudos do mar
1
post-template-default,single,single-post,postid-1,single-format-standard,ajax_fade,page_not_loaded,,qode-theme-ver-10.0,wpb-js-composer js-comp-ver-5.0.1,vc_responsive

Mira vai ter centro de estudos do mar

Mira vai ter centro de estudos do mar

Construída há 12 anos, a Incubadora do Beira Atlântico Parque, em Mira, vai finalmente “ganhar uma nova vida”. Um protocolo assinado no dia 17 de Janeiro entre a Universidade de Coimbra (UC) e a Câmara Municipal de Mira (CMM) vai permitir instalar no edifício – ao abandono há três anos e onde foram investidos cerca de 3 milhões de euros – o Centro de Estudos do Mar. A ideia é explorar aquilo que o concelho de Mira tem de melhor.

Para tal, o espaço será ocupado por um grupo de investigadores da UC que deverão iniciar os seus trabalhos em Março ou Abril com o estudo sobre a arte xávega, uma actividade muito importante para a economia local.

Durante a cerimónia de assinatura do protocolo, que contou com a presença do Ministro-Adjunto e do Desenvolvimento Regional, Miguel Poiares Maduro, o reitor da UC, João Gabriel Silva, elogiou a iniciativa do município de Mira, que em colaboração com a UC irá trabalhar para “transmitir conhecimento para a sociedade”.

“Temos que contar com as nossas forças. Neste caso é o mar que tem que ser aproveitado e é isso que o Centro de Estudos que aqui vamos criar pretende fazer, principalmente na área da aquacultura”, afirmou o reitor.

Com uma perspectiva optimista mas sempre de “pés bem assentes na terra”, João Gabriel Silva referiu, no entanto, que a obtenção de resultados práticos ainda poderá demorar algum tempo.

“Não há milagres. O que é sólido demora muito tempo a construir”, acrescentou o reitor, em jeito de alerta, acrescentando que o projecto só fará sentido se “as pessoas e as iniciativas empresariais relacionadas com a área sentirem que aquilo que aqui existe não é apenas uma ‘coisa gira’ mas sim algo que vale a pena e que é um parceiro para o desenvolvimento”.

O presidente de Câmara Municipal de Mira, Raul Almeida, mostrou- se orgulhoso e até emocionado com a reabilitação da incubadora. “Depois de um caminho difícil, com muitos obstáculos que foram ultrapassados, finalmente conseguimos chegar a este momento”, referiu o autarca, não sem antes deixar de expressar “a pena que sentia ao ver este edifício abandonado e até vandalizado”.

Raul Almeida aproveitou o seu discurso para agradecer à UC “que desde a primeira hora acreditou em nós” e que com este protocolo vem permitir “investir na economia do mar” e, em simultâneo, “atrair empresas, pessoas e investimentos para o concelho”.

Também presente na cerimónia, Manuel Pinto de Abreu, secretário de Estado do Mar, referiu-se ao novo Centro de Estudos do Mar como “um óptimo exemplo daquilo que deve ser feito em Portugal”. Para o secretário de Estado, o mar “é uma oportunidade de grande futuro”, onde se deve investir.

Antes da assinatura do protocolo, Miguel Poiares Maduro foi recebido no Salão Nobre dos Paços do Concelho, onde não só afirmou que Mira é “terra de mar” como também elogiou o Centro de Estudos por este “juntar o conhecimento, uma das melhores forma de valorização, à realidade deste território”, permitindo a existência de uma transferência do sistema científico para o económico.

De reforçar que para além dos laboratórios que serão ocupados por investigadores da UC, o edifício, que agora ganhou “uma vida nova e dinâmica”, vai também albergar o Espaço do Cidadão de Mira, assim como alguns dos serviços da Câmara Municipal. “Além disso, não vamos perder o fim com que este edifício foi construído que foi o da incubação de empresas”, afirmou Raul Almeida.

Autor: Redacção (Carolina Leitão)